Asean News 24 – Protestos pró-democracia na Tailândia

Não esqueçam de nos seguir no Spotify: https://open.spotify.com/show/1JMrk64vdgkw3IEWOoXnvF

Notícias da semana – 17/07/2020 a 24/07/2020

 

#ASEAN

1 – Huawei e a Asean: Especialistas apontam que a Huawei é aproximadamente 30% mais barata que a Ericsson e a Nokia, mesmo assim, Cingapura escolheu Ericsson e a Nokia. Tailândia e Vietnã estão investindo pesado para ter sua rede de 5g própria, Camboja, Malásia e Filipinas optaram pela gigante chinesa.

 

 

 

#Brunei

1 – O Baiduri Bank resolver fazer um agrado para seus clientes e sorteou duas BMW 520i Luxury, avaliado entre US$50.000 e US$60.000. O banco sorteou também passagens para as ilhas Maldivas e para a Austrália. Algumas dinâmicas sociais do Brunei lembra o funcionamento das monarquias absolutistas da península arábica.

 

 

#Camboja

1 – Em 12 de agosto o país entrará de vez nas sanções da União Europeia, os EUA estudam fazer o mesmo ao primeiro-ministro Hun Sem, que está há 35 anos no poder e aos seus líderes. Isso ocorreu após a prisão de rivais políticos e o fechamento de outros partidos. Ainda que seja de suma importância punir o país de alguma forma, o ocidente precisa pensar em métodos mais eficazes. Ao proibir ou dificultar o comércio a ponto de torna-lo impraticável, o bloco joga o pequeno Camboja nos braços da China.

 

 

 

#Cingapura

1 – Naver, o maior portal de internet da Coreia do Sul, transfere seu data center de Hong Kong para Cingapura por medo de possíveis acessos chineses aos dados da empresa. De acordo com o artigo 38 da nova lei, que entrou em vigor em 30 de junho, o governo central tem autoridade para processar não residentes por atos de secessão, subversão, terrorismo e conluio relacionados a Hong Kong, mesmo quando cometidos em outro país.

 

 

 

#Filipinas

1 – Nove presos acusados de serem barões do tráfico morrem de coronavírus, os corpos foram cremados sem autopsia, o que levanta muitas suspeitas. Senado exige investigação.

 

2 – Nova medida polemica do governo contra a covid19: ir de casa em casa conferir quem está com o vírus e levar os infectados para instalações do governo. Segundo o Ministro do Interior, a medida é para evitar que as pessoas passem a doença aos familiares. Há também a possibilidade de um canal de denúncia, para que a população alerte o governo sobre vizinhos que possam estar fugindo das medidas do governo.

Desde o primeiro anúncio de medidas de bloqueio em março, Duterte foi criticado por uma resposta militarista à pandemia, enviando policiais e militares para patrulhar comunidades, impor quarentenas e prender violadores

 

3 – E para a surpresa de 0 pessoas: Duterte planeja alterar a constituição para concorrer a reeleição e ficar mais 6 anos no poder. Após diversas medidas autoritárias sob a bandeira do combate ao coronavírus, o presidente se inspira em Putin para solicitar mudanças constitucionais sob a alegação que a atual não satisfaz os problemas de hoje para zerar a contagem e concorrer novamente.

 

 

 

#Indonesia

1 – Dois homens foram presos acusados de serem os mentores dos atentados de 2002, em Bali, que matou mais de 200 pessoas, e que até hoje, continuam sendo os ataques terroristas mais mortais da Indonésia. A maioria das vítimas eram turistas estrangeiros de mais de 20 países, a Austrália sofreu a maior perda com 88 mortos. O grupo é ligado a Al Qaeda.

 

2 – O Partido Democrático da Indonésia apoiou o filho do presidente Joko Widodo como candidato a candidato a prefeito na cidade de Solo, no centro de Java. A posição de prefeito de Solo é simbólica, pois foi o primeiro passo de Widodo em direção ao estrelato político. Os aplausos que ganhou como prefeito da cidade o levaram a se tornar governador de Jacarta e depois presidente.

O genro de Widodo, Bobby Nasution, também está em disputa para ser prefeito, mas da cidade de Medan, no norte de Sumatra, e provavelmente receberá apoio do Partido Democrático da Indonésia.

 

3 – Indonésia e países do Golfo estão criando parcerias para dependerem cada vez menos de fontes de energias “sujas”, que é responsável por grandes contratos entre as regiões. Recentemente, a empresa líder em energia renovável dos Emirados Árabes Unidos, a Masdar, firmou um acordo com uma subsidiária estatal de eletricidade da Indonésia para desenvolver a primeira usina solar flutuante do país asiático.

A agenda ecológica tem sido uma das mais importantes para o governo do Widodo, ele estabeleceu uma meta ambiciosa de 23% de fontes renováveis ​​até 2025; foi relatado que o país atingiu apenas 8% em 2019.

 

4 – Rivalidade entre EUA e China fomenta o terrorismo e a xenofobia no país. O tratamento de Pequim aos muçulmanos uigur, a expansão de seus investimentos na Indonésia e fake News sobre dominação chinesa e expansão comunista, fazem com que grupos terroristas jihadistas e outras camadas da sociedade aumentem seus preconceitos aos chineses.

 

 

 

#Laos

1 – Os casos de dengue atingiram 3.089 desde janeiro, muito mais do que as 19 infecções por coronavírus relatadas no país. Somente em 17 de julho, 55 casos de dengue foram notificados pelo Ministério da Saúde do Laos. Um estudo em 12 países da Ásia descobriu que o Laos ocupa o quinto lugar entre os países em risco de dengue  na região e o terceiro entre os estados membros da ASEAN, depois das Filipinas e da Indonésia.

O Ministério da Saúde do Laos citou a mudança climática como uma das principais razões para o surto de dengue no país no ano passado. Segundo estudos, o aumento da temperatura na Ásia e nas Américas contribui para graves surtos de dengue nos últimos anos, isso inclui lugares onde a dengue nunca chegou antes, como as montanhas do Nepal, que nunca foram quentes o suficiente nos anos anteriores para que a doença se instalasse.

 

 

#Malasia

1 – No domingo, o diário de Cingapura The Straits Times informou que uma equipe de seis membros dos principais executivos e consultores jurídicos do Goldman Sachs havia entrado na Malásia em 18 de julho, com uma permissão especial do governo para retomar as negociações sobre o acordo do escândalo do 1MDB.

Três unidades do Goldman Sachs Group Inc. se declararam inocentes por enganar investidores sobre vendas de títulos, totalizando US $ 6,5 bilhões. Edward Naylor, chefe de comunicações corporativas da Goldman Sachs na Ásia, se recusou a comentar “nesta fase”.

 

2 – Malásia retira quarentena para turismo doméstico e aceita chegada de estrangeiros desde que cumpram os 14 dias de quarentena em hotéis.

 

3 – A Malásia chegou a um acordo de US $ 3,9 bilhões com o Goldman Sachs na sexta-feira sobre o escândalo do 1MDB. O papel do Goldman foi examinado em relação às emissões de títulos no total de US $ 6,5 bilhões que ajudou a organizar para o fundo, o acordo compreende um pagamento em dinheiro de US $ 2,5 bilhões e uma garantia de que pelo menos US $ 1,4 bilhão em ativos adquiridos com fundos desviados seriam recuperados.

 

 

 

#Mianmar

1 – Forças pró-democracia formam novos partidos para as eleições enquanto a popularidade de Aung San Suu Kyi vem diminuindo ao longo do tempo, principalmente por ter se mostrado ineficaz em diminuir a força dos militares na política. A insatisfação vem principalmente das minorias étnicas que constantemente são reprimidas por essas forças.

 

2 – Mianmar está planejando lançar seu primeiro foguete, entrando em um grupo improvável de nações espaciais emergentes destinadas a salvar milhões de desastres ambientais. O futuro megatelescópio envolve nove países e monitorará tufões, atividades de terremotos, fluxos de água, e incluirá dados sobre uso da terra, produção agrícola e surtos de doenças. É a primeira missão espacial de Mianmar, Filipinas, Vietnã e Indonésia também estão no projeto.

A primeira doação de Mianmar será em torno US$ 16 milhões, estima-se que o retorno será de US$ 40,00 para cada  dólar gasto.

 

 

 

#Tailandia

1 – Milhares protestaram perto do Monumento à Democracia de Bangcoc para mostrar sua oposição ao governo e ao primeiro-ministro Prayut Chan-o-cha, líder do golpe militar de 2014. Os manifestantes tinham três exigências principais: alterar a constituição para torná-la mais democrática, dissolver o parlamento, os manifestantes consideram um braço militar e acabar com o assédio aos críticos do governo.

O governo tem repreendido as manifestações sob a desculpa da pandemia e a lei da lese majeste, que proíbe e prevê prisão para quem difamar o rei e sua família. A velha guarda militar vê seu domínio como um meio de manter a ordem social e o status quo em prol da harmonia pública. Para um número crescente de tailandeses mais jovens, isso pode não ser suficiente.

 

 

#Vietna

1 – Parece ironia ou piada, mas não é: Vietnã inaugura um museu dedicado à mídia e a liberdade de imprensa, mesmo com leis que as proíbem, claro que esse detalhe não é mencionado dentro do museu. Um claro gesto para melhorar sua posição no ranking mundial.

Todos os jornais e televisão são controlados pelo Estado, o Repórteres Sem Fronteiras, classifica o Vietnã em 175º lugar entre 180 países em liberdade de imprensa.

 

2 – Segundo dados do relatório Global Skills Index 2020 classificaram as habilidades tecnológicas vietnamitas em segundo lugar na Ásia-Pacífico e 22º globalmente. Ele considera os seguintes campos: sistemas operacionais, habilidades em redes de computadores, como blockchain e redes sem fio, interface homem-computador, bancos de dados, engenharia de segurança, engenharia de software e algoritmos.

 

3 – Conforme informado aqui semana passada, o Vietnã cancelou seu contrato com uma plataforma de petróleo sem motivo oficial. O que já se sabe é que ao cancelar, o país teve que pagar um multa de US$ 1 bilhão, e segundo fontes informais, as empresas são: Repsol da Espanha e Mubadala dos Emirados Árabes Unidos. Confrontos no Mar da China Meridional estão a todo vapor e com os EUA se oferecendo a ajudar o Vietnã

 

4 – E no meio das tensões marítimas com a China, Vietnã lança terceiro navio de desembarque “roll on/roll off”.

 

 

 

DICA DA SEMANA:

Podcast sobre o Timor Leste, muito interessante a entrevista com um Timorense sobre a juventude institucional do país, a barreira linguística, cultural, vale muito a pensa conferir, não é todo dia que conseguimos acompanhar o nascimento e os primeiros passos de um país. A primeira faculdade pública de direito foi criada já nos anos 2000, por exemplo:

https://salvomelhorjuizo.com/post/189571934468/direito-lusofonia-timor-leste-retomando-o